10 fevereiro 2015

Sabedoria Produz Força e Discernimento - 3/4


Discernimento Para Perceber o Perigo da Tolice

“Tudo isto experimentei pela sabedoria; e disse: tornar-me-ei sábio, mas a sabedoria estava longe de mim. O que está longe e mui profundo quem o achará? Apliquei-me a conhecer, e a investigar, e a buscar a sabedoria e meu juízo de tudo, e a conhecer que a perversidade é insensatez e a insensatez, loucura.  (Eclesiastes 7.23-26)

Temos visto nesta passagem que a sabedoria produz força e discernimento. Vimos até o versículo 22 que é por causa da sabedoria que recebemos forças para não considerarmos as maledicências.  A partir do verso 23 até o verso 1 do capítulo 8, veremos que a sabedoria produz discernimento. Nesta seção final, somos advertidos do perigo da loucura. Nos versículos 23 a 24 lemos assim: “Tudo isto experimentei pela sabedoria; e disse: tornar-me-ei sábio, mas a sabedoria estava longe de mim. O que está longe e mui profundo quem o achará?”. Nesses dois versículos, Salomão diz que a sabedoria estava mui longe, isto é, ele descobriu que não a descobriu. Embora tenha procurado a sabedoria com toda a diligência, ele reconheceu que a verdadeira sabedoria estava muito além de si. Ele continuou, no versículo 25, dizendo: “Apliquei-me a conhecer, e a investigar, e a buscar a sabedoria e meu juízo de tudo, e a conhecer que a perversidade é insensatez e a insensatez, loucura”. Precisamos desesperadamente que Senhor nos mostre seus pensamentos e caminhos.

Mas será que Salomão descobriu alguma coisa? No versículo 26 ele diz: “Achei coisa mais amarga de que a morte: a mulher cujo coração são redes e laços, e cujas mãos são grilhões; quem for bom diante de Deus fugirá dela, mas o pecador virá a ser seu prisioneiro”. Há algum mistério em torno da identidade de tal mulher. Alguns acham que a referida mulher trata-se de uma prostituta, outros acham que é uma adúltera. A aplicação, então, seria a de se evitar o pecado sexual. No entanto, é provável que a mulher em questão seja a personificação da maldade que é uma loucura. Ela é o mesmo tipo de “mulher estranha” de Provérbios 1-9. O ponto é: A tolice é como uma mulher sedutora, tome cuidado com ela, pois ela pode te levar ao desaparecimento. Seja como uma pessoa sábia que se recusa a se deixar capturar por ela. Seja criterioso enquanto habita neste mundo. Escolha seus amigos sabiamente. “A má companhia corrompe os bons costumes”.